Conselhos

Outras maneiras de fazer comandos e solicitações

Outras maneiras de fazer comandos e solicitações

Embora o humor imperativo seja freqüentemente usado para dizer ou pedir às pessoas que façam algo, outras formas verbais também são usadas. Esta lição aborda algumas das maneiras não-imperativas mais comuns de dar comandos.

Infinitivos como comandos impessoais

O infinitivo (a forma verbal não conjugada que termina em -ar, -er ou -ir) é freqüentemente usado, especialmente na mídia impressa e on-line, e não verbalmente, para dar comandos a ninguém em particular. É visto mais comumente em sinais e em instruções escritas.

  • Exemplos: Não fumar. (Proibido fumar.) Hacer clic aquí. (Clique aqui.) Não toque. (Não toque.) Sazonar los frijoles e servirlos em um platô. (Tempere os grãos e sirva-os em um prato.) Colgar o telefone e esperar. (Desligue o telefone e aguarde.)

Uso de tempos presentes e futuros para dar comandos

Como em inglês, os tempos indicativos presentes e futuros podem ser usados ​​para emitir comandos enfáticos. Usar os tempos presente e futuro dessa maneira normalmente não seria feito quando você está tentando ser diplomático; o mais provável é que elas sejam usadas quando a persuasão simples não for bem-sucedida ou se você estiver tentando ser particularmente prático.

  • Exemplos: Comerás el brócoli. (Você comerá o brócolis.) Eu lhamas mañana. (Você me liga amanhã.)

Comandos Indiretos

Usando o humor subjuntivo em uma cláusula que começa com That, é possível dar indiretamente um comando a alguém que não seja a pessoa com quem está sendo falado. Como os exemplos a seguir indicam, uma variedade de traduções para o inglês pode ser usada, dependendo do contexto.

  • Exemplos: Que Dios te bendiga. (Deus te abençoê.) Que vaya él na oficina. (Mande-o para o escritório.) Que me traiga ella sus archivos. (Diga a ela para me trazer seus arquivos.) Que en paz descanse. (Que ele descanse em paz.)

Comandos plurais em primeira pessoa

Há duas maneiras de atribuir um comando a um grupo que se inclui: use seguido pelo infinitivo ou use a primeira forma subjuntiva plural pessoal do verbo. Normalmente, eles são traduzidos para o inglês usando "vamos". Na forma negativa (não vamos), a forma subjuntiva (não não vamos a) é normalmente usado. Para dizer "vamos lá", use vamos ou vámonos; para dizer "não vamos", use no vayamos ou no nos vayamos.

  • Exemplos: Vamos começar. (Vamos comer.) Comamos. (Vamos comer.) Sem comamos. (Não vamos comer.) Vamos hacerlo. (Vamos fazer isso.) Hagámoslo. (Vamos fazer isso.) Não lo hagamos. (Não vamos fazer isso.)