Vida

Andando na ponta dos pés pelo cemitério

Andando na ponta dos pés pelo cemitério

A prática de marcar o local de descanso final de um ente querido remonta milhares de anos. As pirâmides antigas são concebivelmente o maior exemplo, permanecendo hoje como um lembrete da antiga glorificação egípcia da vida após a morte. As catacumbas romanas, um local de enterro subterrâneo para os primeiros cristãos, continham nichos onde eram colocados os corpos completamente vestidos e depois selados com uma laje inscrita com o nome do falecido, data da morte e um símbolo religioso. Muitos dos elaborados marcadores de sepultura erigidos no século XIX e no início do século XX foram inspirados nos memoriais das antigas civilizações grega, romana e egípcia. Após a Primeira Guerra Mundial, os marcadores das sepulturas começaram a se tornar menores e menos elaborados - cruzes simples e lajes de pedra simples e verticais, decoradas com esculturas, símbolos e epitáfios.

Cemitérios são lições vivas da história. As pessoas que enterraram seus mortos disseram muito sobre si mesmas e sobre os que morreram. Embora não seja considerada uma fonte primária de informações, as lápides são uma excelente fonte de datas, locais de nascimento, nomes de solteira, nomes de cônjuges e de pais. Eles também podem fornecer evidências de serviço militar, participação em uma organização fraterna e afiliações religiosas.

Por que visitar cemitérios?

Por que você deve visitar o cemitério se você já tem uma data de nascimento e morte para seu antepassado? Porque você nunca sabe o que pode encontrar. Lápides próximas podem levá-lo a outros membros da família. Pequenos marcadores graves podem contar a história de crianças que morreram na infância para as quais não existem outros registros. As flores deixadas em um túmulo podem levar você a descendentes vivos.

Além de alguns registros e documentos e, talvez, algumas jóias ou herança de família, a lápide de seu ancestral é a única evidência física da vida que eles viveram. Não há nada em sua pesquisa genealógica que o conecte ao seu ancestral mais do que ficar no único lugar na terra que contém seus restos mortais e ver peças importantes de sua vida esculpidas em pedra. É uma experiência incrível e inspiradora.

Próximo > Como localizar um cemitério

O primeiro passo na pesquisa do cemitério é o óbvio: saber onde seu ancestral está enterrado. Os registros de óbito geralmente contêm essas informações, assim como os obituários. Pesquisas publicadas em cemitérios podem listar seus antepassados. Verifique também com familiares e outros parentes. Eles geralmente sabem dos locais de sepultamento da família ou podem localizar uma menção em uma missa ou cartão de oração ou na Bíblia da família.

Casa funerária e registros religiosos

Casas funerárias e agentes funerários podem ser grandes aliados para ajudá-lo a localizar registros de cemitérios. Ainda podem existir registros de casas funerárias que podem conter uma riqueza de informações, incluindo o local do enterro. Os diretores de funeral terão conhecimento da maioria dos cemitérios em sua área e também poderão apontar você para membros da família. Se uma funerária não estiver mais no negócio, verifique com outras funerárias da área, pois elas podem saber onde estão os registros antigos.

Se você conhece a afiliação religiosa de seu antepassado, tente entrar em contato com a igreja na área em que ele morava. As igrejas geralmente mantêm cemitérios anexos e também mantêm registros de seus membros que estão enterrados em outros lugares.

Vá para os locais

A sociedade genealógica ou de história da família local é uma boa fonte de informações sobre cemitérios locais. Esses grupos estão trabalhando continuamente para preservar informações valiosas sobre os cemitérios e podem ter compilado índices de cemitérios ou ser capazes de fornecer pistas para locais pouco conhecidos de cemitérios, especialmente cemitérios familiares. Histórias locais antigas também podem ser úteis na identificação de nomes e locais antigos de cemitérios que foram movidos.

Cemitérios Online

A Internet está rapidamente se tornando uma fonte valiosa para registros de cemitérios. Muitos sites de cemitérios, como FindAGrave e BillionGraves, têm registros, fotos ou transcrições on-line de cemitérios, ou usam seu mecanismo de pesquisa favorito para procurar um cemitério específico. Motores de busca de nomes geográficos especiais também podem ajudar a localizar um cemitério, embora as informações disponíveis na Internet variem amplamente de país para país. O servidor de informações de nomes geográficos dos EUA, por exemplo, permite restringir sua pesquisa selecionando cemitério como o tipo de recurso.

Mapeie seu caminho para o cemitério

Se você estreitou a área, mas não tem certeza de qual cemitério pode conter seu ancestral, os mapas, especialmente os históricos, podem ser de grande ajuda. Use registros de terra, impostos ou censo para ajudá-lo a identificar a terra de seu ancestral em um mapa. Muitas vezes você os encontra enterrados em um cemitério próximo, ou mesmo em um cemitério familiar em sua própria propriedade. Os mapas topográficos ou de localidade podem mostrar cemitérios, estradas, casas e fazendas. Mesmo pequenos detalhes, como características de elevação, podem ser úteis, pois os cemitérios eram frequentemente erguidos em terrenos altos.

Próximo > O que levar ao visitar o cemitério

Ao sair para o cemitério para uma pesquisa sobre lápides, um pouco de planejamento antecipado pode realmente ajudar a tornar sua visita um sucesso.

Melhor época para visitar o cemitério

A melhor época para visitar um cemitério é na primavera ou no outono - especialmente se for um local negligenciado e coberto de vegetação. O mato e a grama não serão tão altos na primavera, o que o ajudará a discernir buracos, pedras, cobras e outros obstáculos antes de tropeçar neles. Às vezes, a estação pode ter um impacto se você encontra o cemitério. Eu localizei vários cemitérios familiares no sudeste dos EUA, situados no meio de campos de milho. Escusado será dizer que é quase impossível encontrar cemitérios quando o milho é mais alto do que você!

O que levar para o cemitério

O pesquisador bem vestido do cemitério usa calça comprida, camisa de manga comprida, sapatos e luvas resistentes para ajudar a afastar criaturas como cobras, mosquitos, carrapatos e mosquitos. Se o cemitério estiver em um local arborizado ou rural, você também pode levar uma enxada para ajudar a cortar a escova e um amigo ou colega pesquisador por segurança. Mesmo que esteja quente demais quando você visita o cemitério, é uma boa idéia calças compridas e sapatos confortáveis ​​e resistentes.
 

Pistas além das lápides

Seja o cemitério público ou privado, você deve procurar os registros existentes. Mais comumente conhecidos como registros do sacristão (um sacristão é o responsável pelo cemitério), esses registros podem incluir registros de sepultamentos, mapas de mapas e registros de parcelas. Esses registros variam muito de acordo com o país e o período e podem não existir, mas nunca assuma! Uma placa do lado de fora do cemitério pode ser capaz de apontar você para o zelador. Vá para a lista telefônica local para entrar em contato com os diretores de funeral ou igrejas da área. Consulte a biblioteca da área ou a sociedade histórica / genealógica para obter dicas sobre possíveis localizações de registros. Você pode se surpreender com o que pode encontrar.

Uma última coisa - antes de visitar um cemitério particular, não deixe de obter permissão do proprietário da terra!
 

Planeje com antecedência uma visita bem-sucedida ao cemitério

  • Vista-se apropriadamente
  • Traga papel, vários lápis, uma câmera e bastante filme
  • Considere levar itens opcionais, como câmera digital, câmera de vídeo, gravador ou computador de mão.
  • Baterias extras para qualquer coisa que possa precisar delas!
  • Se você planeja fazer algum atrito com lápides, leve os suprimentos adequados
  • Água, panos e uma escova de cerdas macias de nylon para limpar pedras, além de tosquiadeiras para limpar a grama e a escova
  • Se você estiver procurando por cemitérios não marcados, leve um mapa para poder marcar os locais deles ao localizá-los

Próximo > Histórias em pedra

O destaque de qualquer viagem ao cemitério é ler as pedras. Depois de dar essa espiada irresistível para a lápide de seu antepassado, você deve parar e planejar sua rota ao redor do cemitério. Metódico pode ser chato, mas diminui bastante suas chances de perder algo importante quando você está procurando pistas em um cemitério.

Se o cemitério não for muito grande e você tiver tempo suficiente, pode ser muito útil fazer uma transcrição completa do cemitério. Mesmo que você anote apenas os nomes e as datas em cada lápide, juntamente com a localização no cemitério, isso pode poupar uma viagem de volta no futuro e ajudar outros pesquisadores.

Há muitas informações e conselhos disponíveis sobre os métodos adequados para transcrever lápides. Embora possam servir como ótimos guias de referência, não há realmente a necessidade de se preocupar com formalidade. O importante é anotar tudo o que você vê.

Faça sua visita valer

Anote nomes, datas e inscrições exatamente como eles aparecem na pedra. É muito fácil fazer suposições na excitação do momento e será muito benéfico ter um registro preciso à medida que você avança (ou retrocede, conforme o caso) com sua pesquisa.

Tenha certeza de esboçar quaisquer símbolos com os quais você não está familiarizado, para que possa procurá-los mais tarde. Esses símbolos ou emblemas podem ser pistas valiosas para a associação em uma organização que pode ter registros sobre seu ancestral.

Anote o relação física entre lápides também. Os membros da família costumam ser enterrados juntos no mesmo lote. As sepulturas próximas podem pertencer aos pais. Pequenas pedras não marcadas podem indicar crianças que morreram na infância. Vizinhos e parentes também podem ser enterrados em seções adjacentes.

À medida que avança, certifique-se para não perder a parte de trás das pedras pois eles também podem conter informações importantes.

Outra boa maneira de registrar informações do cemitério é use um gravador de cassetes ou câmera de vídeo enquanto você se move pelo cemitério. Você pode ler nomes, datas e inscrições facilmente e anotar informações importantes, como quando você inicia uma nova linha. Ele também fornece um backup para todas as transcrições escritas que você fez.

Imagens valem mais que mil palavras e são muito melhores para lápides do que giz ou creme de barbear. Use uma tesoura de mão para afastar a escova da pedra e, em seguida, use uma escova de nylon (nunca fio) e água pura para limpar a pedra de baixo para cima, enxaguando bem à medida que avança. Um dia ensolarado e um espelho para ajudar a refletir a luz do sol na pedra podem realmente ajudar a destacar as esculturas.
Mais: Dicas para tirar ótimas fotos da lápide

O mais importante para a sua visita ao cemitério é se divertir! Visitar cemitérios é uma das partes mais gratificantes da pesquisa genealógica; portanto, pare e reserve um tempo para conversar com seus antepassados.