Interessante

Philip Sheridan

Philip Sheridan


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Philip Henry Sheridan (1831-88) foi um agressivo general da União durante a Guerra Civil Americana (1861-65). Ele demonstrou sua capacidade de comando durante atribuições na fronteira dos EUA e nas primeiras operações da Guerra Civil. Quando o general Ulysses S. Grant assumiu o comando de todos os exércitos da União no início de 1864, ele escolheu Sheridan como seu novo comandante de cavalaria. A bem-sucedida campanha de Shenandoah Valley de Sheridan em 1864 esmagou a cavalaria do general confederado Jubal Early enquanto destruía grande parte do suprimento de alimentos do sul. Sheridan foi fundamental na retirada do general Robert E. Lee de Petersburg, Virgínia, após o que Lee logo se rendeu a Grant em abril de 1865 e efetivamente encerrou a guerra.

Phil Sheridan: Juventude e carreira militar inicial

Philip Henry Sheridan nasceu de pais irlandeses em 6 de março de 1831, possivelmente enquanto a família estava a caminho da Irlanda para Somerset, Ohio. (Alguns historiadores especulam que ele nasceu em Albany, Nova York, onde sua família viveu brevemente antes de se estabelecer em Ohio.) Sheridan trabalhou como guarda-livros em uma loja de secos e molhados durante sua adolescência e foi inspirado a seguir uma carreira militar após ler histórias sobre a Guerra do México (1846-1848). Ele obteve uma nomeação para a Academia Militar dos EUA em West Point, Nova York, em 1848, mas foi suspenso em setembro de 1851 por ameaçar um sargento cadete após um insulto percebido. Apesar do incidente, Sheridan foi autorizado a retornar um ano depois; ele se formou em West Point em 1853.

Sheridan passou os 12 anos seguintes na fronteira no Texas, Califórnia e no noroeste do Pacífico em uma variedade de papéis menores. Ele participou de combates e negociações com várias tribos indígenas americanas e foi promovido a capitão imediatamente após a eclosão da Guerra Civil Americana em 1861.

Phil Sheridan: a ascensão ao comandante da cavalaria

Como um nativo do norte, a decisão de Sheridan de lutar pela União foi natural. Seu papel inicial na guerra foi limitado a atribuições administrativas, mas seu desempenho foi suficiente para lhe render o comando da 2ª Cavalaria de Michigan em maio de 1862. Ele se destacou em vários pequenos ataques e escaramuças e foi recompensado com o posto de general de brigada em junho 1862 e major-general em dezembro do mesmo ano.

Sheridan tornou-se comandante de infantaria do Exército de Cumberland. Liderado pelo General William S. Rosecrans (1819-98), este exército da União passou a maior parte do verão de 1863 no Tennessee operando contra o General Confederado Braxton Bragg (1817-76). Depois de sofrer uma derrota esmagadora na Batalha de Chickamauga em setembro, a divisão de Sheridan desempenhou um papel fundamental no contra-ataque que forçou Bragg a recuar para a Geórgia.

Em fevereiro de 1864, o presidente Abraham Lincoln (1809-65) deu a Grant o comando de todos os exércitos da União. Depois de assumir o controle do Exército do Potomac, Grant nomeou Sheridan seu comandante de cavalaria.

Sheridan logo solicitou - e obteve - permissão para participar de missões de invasão estratégica. Grant o enviou em um ataque em Richmond, Virgínia, para forçar a cavalaria do General J. E. B. Stuart do sul (1833-64) a desafiar Sheridan. Stuart sufocou o avanço de Sheridan, mas o comandante confederado foi gravemente ferido em Yellow Tavern, perto de Richmond, em 11 de maio de 1864. A morte de Stuart no dia seguinte causou a Batalha de Yellow Tavern (que fazia parte da campanha de Grant's Overland na Virgínia durante maio e junho de 1864) uma vitória estratégica para a União.

Phil Sheridan: a campanha do vale de Shenandoah

O desempenho de Sheridan na campanha Overland convenceu Grant a enviá-lo para o vale de Shenandoah, no norte da Virgínia. Seu principal alvo eram as 15.000 tropas de cavalaria confederadas sob o comando do general Jubal Early (1816-94). A Confederação dependia do vale fértil para grande parte de sua alimentação, então Grant também ordenou que Sheridan devastasse as preciosas terras agrícolas da área.

Durante setembro e outubro de 1864, a força mista de Sheridan de 40.000 infantaria e cavalaria obedeceu à ordem de Grant de transformar o vale em um "deserto estéril". Eles destruíram plantações, queimaram celeiros e capturaram gado, prenunciando a aplicação semelhante do General da União William Tecumseh Sherman (1820-91) de uma política de "terra arrasada" durante sua marcha para o mar na Geórgia apenas algumas semanas depois.

Sheridan repeliu vários ataques confederados durante a campanha, mas o mais notável deles ocorreu em Cedar Creek em 19 de outubro de 1864. A cavalaria de Early lançou um ataque surpresa ao acampamento da União enquanto Sheridan estava ausente de seu exército. Os soldados do Norte foram derrotados pelo ataque bem executado de Early. No entanto, quando o retorno de Sheridan encontrou seu exército em fuga, ele os reuniu em uma carga violenta contra a cavalaria de Early. A força sulista definhou sob o contra-ataque, e a força de Early ficou incapaz de qualquer ação posterior. A União agora controlava o Vale do Shenandoah e, ​​por extensão, grande parte do suprimento de alimentos da Confederação.

Phil Sheridan: a batalha de cinco garfos

Sheridan e sua cavalaria voltaram ao Exército do Potomac em março de 1865 em Petersburg, Virgínia, onde o exército de Lee havia resistido ao cerco de Grant desde agosto do ano anterior. Desesperado para expulsar Lee de Petersburgo, Grant ordenou que Sheridan e sua 12.000 cavalaria capturassem uma ferrovia próxima conhecida como Five Forks. O exército de Lee dependia da ferrovia para obter suprimentos, e qualquer interrupção prejudicaria os escassos depósitos de alimentos de Lee.

A força de Sheridan tomou a linha férrea em 1 de abril de 1865, apesar da tentativa do General Confederado George Pickett (1825-75) de detê-lo na Batalha de Cinco Forks. Ao cair da noite, cerca de 5.000 soldados sulistas foram mortos, feridos ou capturados, e a última linha ferroviária que abastecia Petersburgo estava sob o controle da União.

Grant ordenou o ataque final no dia seguinte. O exército da União rompeu as linhas confederadas, mas uma breve estol no avanço permitiu que Lee fugisse com sua força maltratada ao anoitecer. Ele recuou para o oeste em uma tentativa de se encontrar com outras forças confederadas, mas Grant, Sheridan e outras tropas da União o perseguiram implacavelmente, eventualmente cercando o exército sitiado de Lee. Lee se rendeu a Grant em Appomattox Court House, na Virgínia, em 9 de abril de 1865, encerrando efetivamente a Guerra Civil.

Phil Sheridan: vida e morte pós-guerra civil

Após a guerra, Sheridan foi nomeado para supervisionar os esforços de reconstrução federal (1865-77) na Louisiana e no Texas; no entanto, ele rapidamente conquistou a reputação de líder severo. O presidente Andrew Johnson (1808-75) o transferiu para o Departamento do Missouri apenas alguns meses depois, onde passou vários anos no Ocidente dirigindo operações de cavalaria contra tribos nativas americanas.

Sheridan sucedeu Sherman como general-chefe do Exército dos EUA em 1883. Ele ocupou o cargo até sua morte aos 57 anos em 5 de agosto de 1888, em Nonquitt, Massachusetts.


All Over Albany

Hoje, há cem anos, em 7 de outubro de 1916, foi inaugurada a estátua que fica em frente ao Capitólio do estado. O monumento homenageia Philip Sheridan, um dos mais famosos generais da União da Guerra Civil - e um nativo de Albany (talvez, provavelmente).

Suspeitamos que se você parasse as muitas pessoas que passavam pela estátua todos os dias no centro de Albany, poucos seriam capazes de dizer muito sobre Sheridan. É apenas um dos muitos monumentos que pontuam a cidade. Mas a inauguração da escultura foi um grande acontecimento há um século.

Então, quem era Sheridan? Bem, como muitas figuras históricas, ele é considerado um grande herói - e um vilão - dependendo do contexto.

Ele era de Albany - a menos que ele não fosse
Sheridan disse que nasceu em Albany em 1831, filho de imigrantes irlandeses, na rua que hoje leva seu nome. (Na época se chamava Fox Street.) Sua família se mudaria para Ohio pouco depois disso, e foi lá que ele cresceu.

Apesar da alegação de Sheridan de ser um nativo de Albany por nascimento, há muito se suspeita que ele não nasceu realmente aqui, mas na Irlanda (ou, pelo menos, a caminho da Irlanda). Segundo uma versão da história, quando os pais de Sheridan apareceram em Albany, eles estavam com um filho de duas semanas - Philip Sheridan.

A questão tornou-se de particular interesse em 1884, quando se falava dos republicanos potencialmente o nomeando para a presidência.

Ele era baixo
Sheridan tinha um metro e meio e foi apelidado de "Pequeno Phil". Sua altura levou Abraham Lincoln a provocá-lo depois de uma das campanhas bem-sucedidas de Sheridan durante a Guerra Civil: "General Sheridan, quando esta guerra peculiar começou, pensei que um cavaleiro deveria ter pelo menos um metro e noventa de altura, mas mudei de ideia. Cinco pés quatro bastarão em uma pitada. "


Um retrato fotográfico de Sheridan da década de 1860 por Matthew Brady. / foto via Wikipedia

Ele foi um general chave para o Exército da União
Sheridan começou sua carreira militar no noroeste do Pacífico e não era uma figura importante no exército da União no início da Guerra Civil. Ele foi transferido para cargos no meio-oeste e subiu na hierarquia, tornando-se comandante de uma unidade de cavalaria. E era nessa função que ele começaria a ganhar fama no exército. Ele acabou se tornando um subordinado chave de Ulysses S. Grant.

Sob a direção de Grant, Sheridan liderou uma campanha de terra arrasada contra o exército confederado no Vale Shenandoah em uma tentativa de eliminar toda a base de apoio do exército adversário. Foi uma tática que mais tarde se tornaria (in) famosa durante a marcha para o mar de Sherman.

As tropas de Sheridan também perseguiriam Robert E. Lee levando à rendição em Appomattox.

Ele ficou famoso, em parte, por causa de um poema
Durante aquela campanha no Vale do Shenandoah em 1864, o exército de Sheridan foi alvo de um ataque surpresa das forças confederadas - enquanto Sheridan estava longe de suas tropas. Sheridan ouviu a artilharia e correu para a batalha, reuniu suas tropas e suas forças ganharam o dia - uma vitória que levaria ao colapso do exército confederado naquela área.

Sheridan recebeu uma carta de agradecimento de Lincoln. E Thomas Buchanan Read escreveu um poema sobre Sheridan - "Sheridan's Ride". Um clipe:

O poema tornaria Sheridan - e seu cavalo - famosos. Na verdade, Sheridan mudou o nome de seu cavalo para "Winchester" por causa do episódio.

Seu cavalo estava empalhado
Sobre aquele cavalo: Ele foi empalhado e montado depois de sua morte em 1878, e apresentado a Sheridan. O cavalo agora está na coleção do Museu Nacional de História Americana do Smithsonian.

Ele não era fã do texas
Após a Guerra Civil, Sheridan foi enviado para supervisionar a Reconstrução no Texas e na Louisiana. Ele é considerado um oponente da corrupção naquela época e agitou as coisas ao demitir o governador do Texas. Ele acabou sendo destituído pelo presidente Andrew Johnson, que teria dito a Ulysses Grant que o mandato de Sheridan tinha "sido de tirania absoluta".

Sheridan aparentemente não saiu de lá como um fã do Texas. Ele teria comentado sobre o lugar: "Se eu fosse o dono do Texas e do Inferno, eu alugaria o Texas e moraria no Inferno."

Ele supervisionou campanhas brutais contra os nativos americanos - e bisões
A carreira pós-Guerra Civil de Sheridan também incluiu supervisionar a campanha do exército contra várias tribos nativas americanas em todos os territórios do oeste. E Sheridan empregou as mesmas táticas brutais de terra arrasada que usou durante a Guerra Civil, enquanto mostrava pouco interesse em proteger os não-combatentes que por acaso atrapalhassem.

Foi nessa época que Sheridan teria feito a infame declaração "os únicos índios bons que já vi estavam mortos" - embora Sheridan negasse ter dito isso.

Outra vítima do tempo de Sheridan supervisionando as campanhas contra os nativos americanos: bisões. Como parte do esforço para minar as várias tribos nativas americanas, Sheridan incentivou a caça generalizada dos animais. Como ele disse dos caçadores trazidos para tirar os rebanhos: "[F] ou uma paz duradoura, deixe-os matar, esfolar e vender até que os búfalos sejam exterminados."

Sua influência ajudou Yellowstone a se tornar um parque nacional
Sheridan acabou sendo um dos principais defensores da proteção de Yellowstone nas décadas de 1870 e 1880. Ele até mesmo ordenou que uma unidade de cavalaria assumisse o controle da terra a fim de protegê-la do desenvolvimento. Um pico de montanha foi batizado em sua homenagem.

Ele foi (brevemente) o governante militar de Chicago
O posto de onde Sheridan supervisionava as forças nas Grandes Planícies era Chicago (porque era um importante cruzamento de ferrovia). E ele estava lá durante o "Grande Incêndio de Chicago" de 1871. Ele liderou tropas para dinamitar edifícios no caminho do fogo para bloquear o avanço do fogo e acabou por ser o governante da cidade quando a lei marcial foi instituída após o incêndio.


A cena da inauguração em 1916.

A inauguração de sua estátua em Albany atraiu uma grande multidão
Sheridan morreu em 1888 e, três décadas depois, um movimento começou em Nova York para erguer uma estátua em sua homenagem. Aparentemente, Ohio havia assumido a liderança ao reivindicar o famoso general como seu, e Nova York queria entrar na ação.

O governador de Nova York, Martin Glynn, começou publicamente a campanha e pediu ao povo de Albany que arrecadasse US $ 10.000 para o monumento. Se a cidade pudesse fazer isso, ele faria com que o legislativo estadual colocasse $ 20.000. Como disse Glynn na época: "O orgulho do estado e o orgulho local exigem que isso seja feito."

No outono de 1916, o monumento - projetado pelo escultor John Quincy Adams Ward e concluído por Daniel Chester French - estava pronto para ser instalado. E no dia 7 de outubro, houve um desfile para a inauguração. O prefeito de Albany, John Stevens, até declarou um feriado de meio dia para que as pessoas pudessem comparecer à cerimônia. Uma grande multidão - descrita como "uma multidão poderosa" - apareceu para ver uma série de oficiais e convidados de honra fazendo discursos antes que a estátua fosse revelada.

Como disse Stevens naquele dia: "Não tenho eloqüência para fazê-lo, nem é minha função falar do grande gênio militar, dos grandes serviços prestados à nação pelo General Sheridan. Isso será tratado pelos eminentes oradores a quem terei a honra de apresentar. Meu único desejo é expressar o apreço de todos os interessados ​​por este belo memorial - dedicado à memória do general Philip H. Sheridan, na cidade em que nasceu ”.


Sheridan deixa sua marca na batalha

Como um nova-iorquino nativo que prometeu servir ao Exército dos EUA, não havia dúvida de que Sheridan lutaria pela União na Guerra Civil. Durante os primeiros meses da guerra, ele serviu como oficial de estado-maior para oficiais de alto escalão do exército, ajudando nas sessões de estratégia e tarefas administrativas. Em maio de 1862, porém, Sheridan foi promovido a coronel e recebeu o comando da Segunda Cavalaria de Michigan.

Durante o restante de 1862, Sheridan se destacou em várias batalhas diferentes no teatro ocidental da Guerra Civil (a região do Sul entre o Rio Mississippi e as Montanhas Apalaches). Primeiro, ele liderou uma invasão bem-sucedida em Booneville, Mississippi, em julho. Então, Sheridan e suas tropas ajudaram o Norte a obter duras vitórias na Batalha de Perryville em Kentucky e na Batalha de Stones River em Murfreesboro, Tennessee. Em reconhecimento por seu impressionante desempenho militar, Sheridan foi promovido ao posto de major-general no início de 1863. Durante os dezesseis meses seguintes, ele permaneceu no Ocidente como comandante de infantaria no Exército da União de Cumberland.


Os materiais visuais dos Arquivos não circulam e devem ser vistos na Sala de Pesquisa dos Arquivos da Sociedade.

Para fins de entrada bibliográfica ou nota de rodapé, siga este modelo:

Wisconsin Historical Society Citation Wisconsin Historical Society, Criador, Título, ID da imagem. Visualizado online em (link para copiar e colar imagem). Citação do Wisconsin Center for Film and Theatre Research Center Wisconsin for Film and Theatre Research, Creator, Title, Image ID. Visualizado online em (link para copiar e colar imagem).


Philip Sheridan

Geral 6 de março de 1831 e # 8212 5 de agosto de 1888

No outono de 1861, Sheridan recebeu ordens de viajar para Jefferson Barracks, perto de St. Louis, Missouri, para ser designado para a 13ª Infantaria dos EUA. Ele partiu de seu comando de Fort Yamhill, Oregon, passando por São Francisco, cruzando o istmo do Panamá e pela cidade de Nova York para casa em Somerset para uma breve licença.

No caminho para seu novo cargo, ele fez uma ligação de cortesia para o major-general Henry W. Halleck em St. Louis, que requisitou seus serviços para auditar os registros financeiros de seu antecessor imediato, o major-general John C. Frémont, cuja administração do Departamento do Missouri foi manchada por acusações de gastos desnecessários e fraude que deixaram a situação de $ 12 milhões em dúvida.

Sheridan resolveu a bagunça, impressionando Halleck no processo. Para grande consternação de Sheridan & # 8217s, a visão de Halleck & # 8217s para Sheridan consistia em um papel contínuo como oficial de equipe. No entanto, Sheridan executou a tarefa atribuída a ele e se consolidou como um excelente oficial de estado-maior na visão de Halleck & # 8217s. Em dezembro, Sheridan foi nomeado oficial comissário chefe do Exército do Sudoeste do Missouri, mas convenceu o comandante do departamento, Halleck, a entregá-lo a posição de intendente geral também. Em janeiro de 1862, ele se apresentou ao general Samuel Curtis e serviu sob seu comando na Batalha de Pea Ridge. Sheridan logo descobriu que os oficiais estavam engajados em especulação. Eles roubaram cavalos de civis e exigiram pagamento de Sheridan. Ele se recusou a pagar pela propriedade roubada e confiscou os cavalos para uso do exército de Curtis. Quando Curtis ordenou que ele pagasse os policiais, Sheridan retorquiu bruscamente, & # 8220Nenhuma autoridade pode me obrigar a jayhawk ou roubar. & # 8221 Curtis prendeu Sheridan por insubordinação, mas a influência de Halleck & # 8217s parece ter encerrado qualquer processo formal.

Sheridan desempenhou bem seu papel sob o comando de Curtis e, agora de volta ao quartel-general de Halleck & # 8217, acompanhou o exército no Cerco de Corinto e serviu como assistente do engenheiro topográfico do departamento & # 8217, mas também conheceu o Brig. Gen. William T. Sherman, que lhe ofereceu o posto de coronel de um regimento de infantaria de Ohio. Essa nomeação não deu certo, mas Sheridan foi posteriormente auxiliado por amigos (incluindo o futuro Secretário da Guerra Russell A. Alger), que fez uma petição ao governador de Michigan, Austin Blair, em seu nome. Sheridan foi nomeado coronel da 2ª Cavalaria de Michigan em 27 de maio de 1862, apesar de não ter experiência no braço montado.

Um mês depois, Sheridan comandou suas primeiras forças em combate, liderando uma pequena brigada que incluía seu regimento. Na Batalha de Booneville, Mississippi, 1 de julho de 1862, ele reteve vários regimentos do Brig. A cavalaria confederada do general James R. Chalmers e # 8217s desviou um grande ataque de flanco com uma distração barulhenta e relatou informações críticas sobre as disposições do inimigo. Suas ações impressionaram tanto os comandantes da divisão, incluindo o Brig. Gen. William S. Rosecrans, que recomendaram a promoção de Sheridan a general de brigadeiro.

Eles escreveram para Halleck, & # 8220Brigadeiros, poucos bons, poucos. & # 8230 Os abaixo assinados imploram respeitosamente para que você obtenha a promoção de Sheridan. Ele vale seu peso em ouro. & # 8221

A promoção foi aprovada em setembro, mas começou a vigorar em 1º de julho como uma recompensa por suas ações em Booneville. Foi logo depois de Booneville que um de seus colegas oficiais lhe deu o cavalo que ele chamou de Rienzi (em homenagem à escaramuça de Rienzi, Mississippi), que ele montaria durante a guerra.

Sheridan foi designado para comandar a 11ª Divisão, III Corpo de exército, no Maj. General Don Carlos Buell & # 8217s Exército de Ohio. Em 8 de outubro de 1862, Sheridan liderou sua divisão na Batalha de Perryville. Sob as ordens de Buell e do comandante de seu corpo, o major-general Charles Gilbert, Sheridan enviou a brigada do coronel Daniel McCook & # 8217s para garantir o abastecimento de água para o exército. McCook expulsou os confederados e garantiu água para as áridas tropas da União em Doctor & # 8217s Creek. Gilbert ordenou a McCook que não avançasse mais e então cavalgou para consultar Buell. Ao longo do caminho, Gilbert ordenou que sua cavalaria atacasse os confederados na frente de Dan McCook & # 8217s. Sheridan ouviu o tiroteio e veio para a frente com outra brigada. Embora a cavalaria não tenha conseguido garantir as alturas na frente de McCook, os reforços de Sheridan e # 8217 expulsaram os sulistas. Gilbert voltou e ordenou que Sheridan retornasse à posição original de McCook & # 8217s. A agressividade de Sheridan & # 8217s convenceu os confederados adversários, sob o major-general Leonidas Polk, que eles deveriam permanecer na defensiva. Suas tropas repeliram os ataques confederados no final daquele dia, mas não participaram dos combates mais pesados ​​do dia, que ocorreram na esquerda da União.

Em 31 de dezembro de 1862, o primeiro dia da Batalha de Stones River, Sheridan antecipou um ataque confederado e posicionou sua divisão em preparação para isso. Sua divisão conteve o ataque confederado em sua frente até que a munição acabou e eles foram forçados a se retirar. Esta ação foi fundamental para dar ao exército da União tempo para se reunir em uma posição defensiva forte. Por suas ações, foi promovido a major-general em 10 de abril de 1863 (com data de graduação em 31 de dezembro de 1862). Em seis meses, ele passou de capitão a general-de-divisão.

O Exército de Cumberland se recuperou do choque do Rio Stones e se preparou para sua ofensiva de verão contra o General Confederado Braxton Bragg. A divisão Sheridan & # 8217s participou do avanço contra Bragg na brilhante Tullahoma Campaign da Rosecrans & # 8217s, e foi a divisão líder a entrar na cidade de Tullahoma. [17] No segundo dia da Batalha de Chickamauga, 20 de setembro de 1863, a Rosecrans estava mudando a divisão de Sheridan & # 8217s para trás da linha de batalha da União quando Bragg lançou um ataque em uma lacuna na linha da União. A divisão de Sheridan e # 8217 fez uma posição corajosa em Lytle Hill contra um ataque do corpo confederado do tenente-general James Longstreet, mas foi inundada por soldados da União em retirada. Os confederados expulsaram a divisão Sheridan & # 8217s do campo em confusão. Ele reuniu tantos homens quanto pôde e retirou-se em direção a Chattanooga, reunindo tropas ao longo do caminho. Aprendendo com o general George H. Thomas e o XIV Corpo de exército # 8217s no Monte Snodgrass, Sheridan ordenou que sua divisão voltasse à luta, mas eles tomaram um caminho tortuoso e não participaram da luta, como afirmam algumas histórias. Seu retorno ao campo de batalha garantiu que ele não sofresse o destino de Rosecrans que cavalgou para Chattanooga deixando o exército entregue ao seu destino, e logo foi dispensado do comando.

Durante a Batalha de Chattanooga, em Missionary Ridge em 25 de novembro de 1863, a divisão de Sheridan & # 8217s e outros no exército de George Thomas & # 8217s romperam as linhas confederadas em uma carga selvagem que excedeu as ordens e expectativas de Thomas e Ulysses S. Grant. Pouco antes de seus homens saírem, Sheridan disse a eles, & # 8220Lembre-se de Chickamauga & # 8221, e muitos gritaram seu nome enquanto avançavam conforme a ordem para uma linha de rifles em sua frente. Confrontados com o fogo inimigo vindo de cima, entretanto, eles continuaram subindo o cume. Sheridan avistou um grupo de oficiais confederados contra a crista do cume e gritou: & # 8220Aqui & # 8217s para você! & # 8221 Uma granada explodindo borrifou-o com sujeira e ele respondeu, & # 8220Isso & # 8217s malditamente mesquinho! Vou levar essas armas para isso! & # 8221 A carga da União rompeu as linhas confederadas no cume e o exército de Bragg & # 8217 recuou. Sheridan impulsivamente ordenou a seus homens que perseguissem Bragg até o depósito de suprimentos da Confederação na Estação Chickamauga, mas os chamou de volta quando percebeu que seu comando era o único até agora.

& # 8220Para Sheridan & # 8217s movimento rápido, o Exército de Cumberland e a nação estão em dívida com a maior parte da captura de prisioneiros, artilharia e armas pequenas naquele dia. Exceto por sua busca imediata, muito dessa forma não teria sido realizado. & # 8221 & # 8211 Gen. Grant

Ao longo da guerra, a Confederação enviou exércitos para fora da Virgínia através do Vale Shenandoah para invadir Maryland e Pensilvânia e ameaçar Washington, DC, Tenente-General Jubal A. Early, seguindo o mesmo padrão nas Campanhas do Vale de 1864, e esperando distrair Grant do Cerco de Petersburgo, atacou as forças da União perto de Washington e invadiu várias cidades na Pensilvânia. Grant, reagindo à comoção política causada pela invasão, organizou a Divisão Militar do Meio, cujas tropas de campanha eram conhecidas como Exército do Shenandoah. Ele considerou vários candidatos para o comando, incluindo George Meade, William B. Franklin e David Hunter, com os dois últimos destinados à divisão militar, enquanto Sheridan comandaria o exército. Todas essas escolhas foram rejeitadas por Grant ou pelo Departamento de Guerra e, apesar da objeção do Secretário da Guerra Edwin M. Stanton, que acreditava que ele era muito jovem para um cargo tão alto, Sheridan assumiu o comando em ambas as funções na Harpers Ferry em 7 de agosto de 1864. Sua missão não era apenas derrotar o exército do início da década de 8217 e fechar a rota de invasão do norte, mas negar o vale do Shenandoah como uma região agrícola produtiva para a Confederação.

Grant disse a Sheridan: & # 8220As pessoas devem ser informadas de que, enquanto um exército puder subsistir entre elas, a recorrência desses ataques deve ser esperada, e estamos determinados a impedi-las de qualquer maneira. & # 8230 Não dê descanso ao inimigo & # 8230 Faça todo o dano possível às ferrovias e plantações. Realizar estoque de todas as descrições, de forma a evitar novos plantios. Se a guerra durar mais um ano, queremos que o Vale de Shenandoah permaneça um deserto estéril. & # 8221Sheridan teve um início lento, precisando de tempo para se organizar e reagir aos reforços que chegaram. Early Grant ordenou que ele não lançasse uma ofensiva & # 8220com a vantagem contra você. & # 8221 Mesmo assim, Grant expressou frustração com a falta de progresso de Sheridan. Os exércitos permaneceram não engajados por mais de um mês, causando consternação política no Norte com a aproximação das eleições de 1864. Os dois generais conferenciaram em 16 de setembro em Charles Town e concordaram que Sheridan iniciaria seus ataques em quatro dias.

Em 19 de setembro, Sheridan derrotou Early & # 8217s um exército muito menor em Third Winchester e seguiu em 22 de setembro com uma vitória em Fisher & # 8217s Hill. Quando Early tentou se reagrupar, Sheridan começou as operações punitivas de sua missão, enviando sua cavalaria para o sul até Waynesboro para apreender ou destruir gado e provisões, e queimar celeiros, moinhos, fábricas e ferrovias. Os homens de Sheridan & # 8217s fizeram seu trabalho implacavelmente e completamente, tornando mais de 400 mi.² inabitáveis. A destruição pressagiou as táticas de terra arrasada de Sherman & # 8217s March to the Sea através da Geórgia - negar a um exército uma base para operar e trazer os efeitos da guerra para casa para a população que o apoia. Os residentes referiram-se a esta destruição generalizada como & # 8220 The Burning. & # 8221 Os confederados não ficaram ociosos durante este período e os homens de Sheridan & # 8217s foram atormentados por ataques de guerrilha pelo patrulheiro guerrilheiro coronel John S. Mosby.

Embora Sheridan presumisse que Jubal Early estava efetivamente fora de ação e ele considerou retirar seu exército para se juntar a Grant em Petersburgo, Early recebeu reforços e, em 19 de outubro em Cedar Creek, lançou um ataque surpresa bem executado enquanto Sheridan estava ausente de seu exército, dez milhas de distância em Winchester. [28] Ouvindo os sons distantes da artilharia, ele cavalgou agressivamente ao seu comando. Ele chegou ao campo de batalha por volta das 10h30 e começou a reunir seus homens. Felizmente para Sheridan, os homens do Early & # 8217s estavam ocupados demais para perceber que estavam famintos e exaustos e saíram para pilhar os acampamentos da União. As ações de Sheridan & # 8217s geralmente são creditadas com a salvação do dia (embora o major-general Horatio G. Wright, comandando Sheridan & # 8217s VI Corps, já havia reunido seus homens e interrompido sua retirada). Logo havia sofrido sua derrota mais significativa, tornando seu exército quase incapaz de futuras ações ofensivas.

Sheridan recebeu uma carta pessoal de agradecimento de Abraham Lincoln e uma promoção a major-general no exército regular a partir de 8 de novembro de 1864, tornando-o o quarto general no Exército, depois de Grant, Sherman e Meade. Grant escreveu ao Secretário de Guerra Edwin M. Stanton depois de ordenar uma salva de 100 tiros para celebrar a vitória de Sheridan em Cedar Creek & # 8220 Transformando o que parecia ser um desastre em selos de vitória gloriosa de Sheridan, o que sempre pensei que ele fosse. , um dos mais hábeis generais. & # 8221 Um famoso poema, Sheridan & # 8217s Ride, foi escrito por Thomas Buchanan Read para comemorar o retorno do general & # 8217s à batalha. Sheridan se deleitou com a fama que o poema de Read & # 8217s lhe trouxe, renomeando seu cavalo Rienzi para & # 8220Winchester & # 8221 baseado no poema & # 8217s refrão & # 8220Winchester, a vinte milhas de distância. & # 8221 O poema foi amplamente usado em Esforços de campanha republicana e alguns creditaram a margem de vitória de Abraham Lincoln a isso.

Sheridan passou os próximos meses ocupado com escaramuças leves e lutando contra guerrilheiros. Embora Grant continuasse suas exortações para que Sheridan se mudasse para o sul e destruísse a Ferrovia Central da Virgínia que abastecia Petersburgo, Sheridan resistiu. Wright & # 8217s VI Corps voltou para se juntar a Grant em novembro. Os homens restantes de Sheridan e # 8217, principalmente cavalaria e artilharia, finalmente deixaram seus quartéis de inverno em 27 de fevereiro de 1865 e rumaram para o leste. As ordens do general Grant foram amplamente discricionárias: eles deveriam destruir a Virginia Central Railroad e o James River Canal, capturar Lynchburg se possível, e então juntar-se a William T. Sherman na Carolina do Norte ou retornar a Winchester.

Salve um campo de batalha

Faça a diferença e ajude a preservar os campos de batalha históricos do vale


Philip Sheridan

Sheridan reverteu uma possível vitória dos confederados e restaurou permanentemente o Vale da Virgínia para a União. Como ele conseguiu.

Batalha das Montagens: Dois dos mais ferozes comandantes de cavalaria da Guerra Civil.

Em junho de 1864, dois dos mais ferozes comandantes de cavalaria da Guerra Civil se enfrentaram na Estação Trevilian, na Virgínia.

Onde estava & # 8216Little Phil & # 8217?

Poucas coisas irritam mais os historiadores do que testemunhos conflitantes de testemunhas do mesmo evento.

Sucessor Digno

Os sulistas tinham certeza de J.E.B. A morte de Stuart foi catastrófica. Na Haw's Shop, Wade Hampton reacendeu seu otimismo.

Explorar: Cidade Velha de Winchester

Por três anos, soldados da União e da Confederação martelaram o coração de Winchester, Virgínia.

‘Mimic War’ No More

‘Little Phil’ e ‘Old Jube’ ficam sérios. Para os soldados com os pés doloridos da Primeira Brigada de Vermont, a manhã de 21 de agosto de 1864 foi uma oportunidade enviada pelos céus para descansar, lavar-se, escrever cartas para casa e assistir aos serviços divinos. Depois de.

Cartas dos leitores da CWT - fevereiro de 2010

A Maddening Debate Robert McGlone’s feature in the October 2009 Civil War Times, titled “The ‘Madness’ of John Brown” (the word madness enclosed in quotes suggests from the outset that the charge may be false), raises a few.

Cheyenne Fall: The Battle of Red Fork

In November 1876 Colonel Ranald Mackenzie’s cavalrymen and their Indian allies caught warriors sleeping at a large Cheyenne village on the Red Fork of the Powder River in Wyoming Territory. Just before dawn on Saturday, November 25.

Interview with Eric A. Campbell: Answering the Challenge of Cedar Creek

Eric A. Campbell began working for the National Park Service at Gettysburg in 1987. Known for his interpretive skills, Campell added to his luster with his book “A Grand Terrible Dramma”: From Gettysburg to Petersburg: The Civil War.

The Burning in Shenandoah Valley

Phil Sheridan determined to show the rebels a hot time in the Shenandoah Valley. Philip Sheridan surveyed his awful handwork with satisfaction. Plumes of black smoke smudged the Shenandoah Valley’s fairytale landscape of rolling green.

“That woman was worth a whole brigade”

A Quaker woman’s quiet courage helped Phil Sheridan win the Third Battle of Winchester. Rebecca Wright knew Union Major General Philip H. Sheridan needed her help, but she also believed that helping him could endanger her own family.

CWT Book Review: Terrible Swift Sword

Terrible Swift Sword: The Life of General Philip H. Sheridan Joseph Wheelan, Da Capo Press Of all the great generals of the Civil War, Philip H. Sheridan remains the most obscure, which makes Joseph Wheelan’s new Terrible Swift Sword.

Battle of Cedar Creek: From Triumph to Catastrophe

By the 17th of October 1864, the strategic noose had tightened on the South. The Mississippi Valley had been in Union hands for 15 months. Sherman had taken Atlanta and soon would turn to Savannah and the sea. Grant and Meade had pinned.

Book Review: The Battle of Fisher’s Hill

The Battle of Fisher’s Hill: Breaking the Shenandoah Valley’s Gibraltar By Jonathan A. Noyalas, The History Press 2013, $19.99 Jonathan Noyalas’ new book on one of the war’s lesser-known battles is a fitting addition to The.

Book Review: The Last Battle of Winchester

The Last Battle of Winchester: Phil Sheridan, Jubal Early, and the Shenandoah Valley Campaign, August 7- September 19, 1864 Scott C. Patchan, Savas Beatie When Phil Sheridan took command of Union forces in the Shenandoah Valley late.

Restoring Balance to History of Indian Wars

Author: Neither side innocent in conflict between whites and Native Americans.


Sheridan

The South Yamhill River divides the city of Sheridan, a town of about 6,000 people in Yamhill County. In 1847, Absolom “Ab” Faulconer settled on the north side of the river, and his relatives, William Chapman and the Graves family, settled on the south. A few years later, someone nailed a can to a post on the Faulconer land so people could receive messages and pick up their infrequent mail. It was the beginning of the town.

By 1852, Ab Faulconer’s brother Thomas was running a general store on his brother's Donation Land Claim. He opened a livery stable, with Ab's farmhouse serving as a hotel of sorts. From 1856 to 1861, Lt. Philip Sheridan, who was stationed at Fort Yamhill on the edge of the Grand Ronde Indian Reservation, was a frequent visitor of the Faulconers.

A much-needed bridge connecting the north to the south side of the river was constructed in 1865. The next year, Ab Faulconer platted and recorded a townsite on portions of the family's original Donation Land Claims. He named the town Sheridan to honor Philip Sheridan, who by then was a general. The official post office was moved from nearby Willamina to Sheridan. Willamina had a larger population, but Faulconer had considerable influence in Salem government circles. Thomas Faulconer was named the first postmaster.

Sheridan has survived four major fires in its business districts, the worst in 1913 when an entire section on the south side of town was destroyed. In each instance, rebuilding began immediately, making the structures stronger and safer.

With the fertile soil and mild climate of the south Yamhill River Valley, Sheridan has been a rich agricultural area since Faulconer first set plow to earth. Farming, dairies, and the timber industry kept the community economically sound for decades. When the timber industry faltered in the late 1980s, the community diversified, welcoming an artist community and becoming the first location in Oregon to have a federal prison. The Federal Correctional Institution, Sheridan, built at the edge of town, houses approximately 1,600 medium-security inmates.

Zoom image

Sheridan, Railroad Depot, March 1959.

Sheridan railroad station, March 1959. Photo Ben Maxwell, Salem (Oregon) Public Library Historic Photo Collec., 4032

Zoom image

Sheridan, Bridge St., Aug 1961.

Bridge Street at Sheridan, Aug. 1961 Photo Ben Maxwell, Salem (Oregon) Public Library Historic Photo Collec., 6852

Zoom image

Sheridan, fire aftermath, July 1913.

Aftermath of fire in Sheridan, July 18, 1913. Photo Ben Maxwell, Salem (Oregon) Public Library Historic Photo Collec., 6850

Zoom image

Sheridan, Sheridan Hotel, Oct 1961.

Sheridan Hotel, Oct. 1961 Photo Ben Maxwell, Salem (Oregon) Public Library Historic Photo Collec., 6851

Zoom image

Sheridan, former home of Philip Sheridan, 1946.

General Philip Sheridan's home near Fort Hill, 1946. Photo Ben Maxwell, Salem (Oregon) Public Library Historic Photo Collec., 8227

Zoom image

Sheridan, former home of Philip Sheridan, 1958.

General Philip Sheridan's home near Fort Hill, Feb. 1958. Photo Ben Maxwell, Salem (Oregon) Public Library Historic Photo Collec., 8227A

Map This on the Oregon History WayFinder

The Oregon History Wayfinder is an interactive map that identifies significant places, people, and events in Oregon history.

Further Reading

Bancroft, Hubert Howe and Frances Fuller Barrett Victor. History of Oregon, 1848-1888. Whitefish, MT: Kessinger Publishing, 2007. First published 1888 by History Company.

Gaston, Joseph. The Centennial History of Oregon. Portland: S.J. Clarke Pub. Co, 1912.

©2020 Portland State University and the Oregon Historical Society

The Oregon Historical Society is a 501(c)(3) non-profit organization. Federal Tax ID 93-0391599

©2020 Portland State University and the Oregon Historical Society

The Oregon Historical Society is a 501(c)(3) non-profit organization. Federal Tax ID 93-0391599


General Phillip H. Sheridan

Phillip Henry Sheridan (Lieutenant General, US Army)

Library of Congress Photo

Phillip Henry Sheridan was born on March 6, 1831—that much is known. On various occasions, he mentions his place of birth as Boston, Somerset County, Ohio, and Albany, New York, although he also may have been born in Ireland or at sea during his parent's emigration to the United States. It is known that Sheridan received his early education in Somerset and entered the US Military Academy at West Point from that town in 1848 after lying about his age. His career as a cadet got off to a shaky start when Sheridan, who was known for his hair-trigger temper and nicknamed "Little Phil" due to his shortness—he stood five feet, five inches tall, with a huge torso and short, bandy legs—assaulted an upperclassman, which resulted in his suspension for one year. He graduated in 1853, ranked thirty-four in a class of forty-nine.

Sheridan was also commissioned a second lieutenant in the 1st US Infantry and assigned to duty fighting Indians along the Rio Grande in Texas. In 1854, he joined the 4th US Infantry and moved to Oregon to participate in a futile campaign against the Yakima Indians. Second Lieutenant Sheridan narrowly escaped death in March 1856 when he led forty dragoons against the Cascade Indians, who had captured a blockhouse near Dallas on the Columbia River. He spent the next five years on the Grand Ronde Indian Reservation living most of the time with a Rogue River Indian woman.

At the outbreak of the Civil War, Sheridan was called east to serve as a captain in the 13th US Infantry in southwest Missouri. In late May 1862, he was appointed colonel of the 2nd Michigan Cavalry, and just over one month later, distinguished himself during a raid at Booneville, Mississippi. The army desperately needed aggressive officers, and Sheridan was rewarded with an appointment to brigadier general and command of an infantry division in Buell's Army of the Ohio. In March 1863, Sheridan at the age of thirty-two, was promoted to major general of volunteers on December 31, 1862.

Sheridan campaigned in central Tennessee with General Rosecrans throughout the remainder of 1863. In 1864, Lieutenant General Ulysses S. Grant, made Sheridan—although most of his background was in infantry—Chief of the Cavalry in the Army of the Potomac, which included three divisions of 10,000 horsemen. Sheridan will meet Brigadier General George Armstrong Custer, Commander of the Michigan Brigade, for the first time on April 15, 1864. Custer became one of Sheridan's most trusted lieutenants throughout the remainder of the war, and the two men established a warm friendship that endured until Custer's death.

General Sheridan quickly overhauled the cavalry from its traditional mission of battlefield support into a mobile, hard-hitting strike force. In August 1864, Sheridan was assigned command of the Army of the Shenandoah, with orders to wreak havoc upon this valley that had been the main source of supplies for the Rebel army. A strategy of "Total War," a reign of terror on the civilian populace designed to deny the enemy army comfort and sustenance was implemented with great success.

Sheridan resumed his raiding tactics in the spring of 1865, and by April, the Army of Northern Virginia had been for all intents and purposes beaten into submission—with much of the glory showered upon the efforts of the cavalry. Sheridan purchased the table on which the surrender was signed and presented it to Libby Custer in honor of her husband.

Immediately following the war, General Sheridan was dispatched in command of more than 50,000 troops along the Rio Grande in Texas as a show of strength to the French, who had invaded Mexico. Sheridan was put in command of the 5th Military District, encompassing Texas and Louisiana, on Reconstruction duty. At this time he helped Custer, who was serving him in Texas obtain the lieutenant colonelcy of the 7th US Cavalry.

In February of 1868, Sheridan assumed command of the Department of Missouri and became responsible for enforcing the peace among the hostile Plains Indian tribes. He implemented the "Total War" strategy in the winter campaign of 1868-1869 against the Southern Cheyenne, Arapaho, Kiowa, and Comanche. Sheridan recalled Custer early from his suspension to lead the campaign, which was successful in driving the Southern Plains tribes onto reservations. Sheridan's standing orders to Custer were, "To kill all the warriors, capture all the women and children, destroy all camps and material goods, and kill all the ponies."

In 1869, when General William Tecumseh Sherman was made General-in-Chief of the US Army, Sheridan was promoted to lieutenant general and assumed command of the Military District of Missouri, which extended from the Mississippi River west to the Rocky Mountains north and south from Canada to Mexico borders. He was involved in the Red River Wars of 1874-75, the Great Sioux Wars of 1876-77, and the Nez Perce War of 1877.

Sheridan became General-in-Chief of the US Army in November 1883 when General Sherman retired. In that capacity, he brought the bloody period of the American Indian wars to an end with the capture of Geronimo in 1886.

Phillip Henry Sheridan was made a four-star general shortly before he died in office at the age of fifty-seven on August 5, 1888, in Norquitt, Massachusetts. He was survived by his wife, son, and three daughters.

Greene, Jerome A. Washita: The U.S. Army and the Southern Cheyennes, 1867-1869.
Norman: University of Oklahoma Press, 2004. (pgs. 43, 59-60, 71-74, 88)

Hardorff, Richard. Washita Memories: Eyewitness Views of Custer's Attack on Black Kettle's Village.
Norman: University of Oklahoma Press, 2008. (pgs. 8-9, 274-281)

Hutton, Paul. Phil Sheridan and His Army.
Norman: University of Oklahoma Press, 1999.


Philip Sheridan

Philip Henry Sheridan was once described by Abraham Lincoln as “A brown, chunky little chap, with a long body, short legs, not enough neck to hang him, and such long arms that if his ankles itch he can scratch them without stooping.” Still, “Little Phil” rose to tremendous power and fame before his untimely death of a heart attack at age 57.

He is most famous for his destruction of the Shenandoah Valley in 1864, called “The Burning” by its residents. He was also the subject of an extremely popular poem entitled “Sheridan’s Ride”, in which he (and his famous horse, Rienzi) save the day by arriving just in time for the Battle of Cedar Creek.

Like Patrick Cleburne, Sheridan rose very quickly in rank. In the fall of 1861, Sheridan was a staff officer for Maj. Gen. Henry Halleck. He later became quartermaster general in the Army of Southwest Missouri. With the help of influential friends he was appointed Colonel of the 2nd Michigan Cavalry in May, 1862. His first battle, Booneville, MS, impressed Brig. Gen. William S. Rosecrans so much that he himself was promoted to Brigadier General. After Stones River he was promoted to Major General.

Sheridan’s men were part of the forces which captured Missionary Ridge (near Chattanooga) in 1863. When Ulysses S. Grant was promoted to General-in-Chief of the Union armies, he made Sheridan the commander of the Army of the Potomac’s Cavalry Corps. This moved him from the Western Theater to the Eastern Theater of operations. At first, Sheridan’s Corps was used for reconnaissance. His men were sent on a strategic raiding mission toward Richmond in May 1864. Then he fought with mixed success in Grant’s 1864 Overland Campaign.

During the Civil War, Virginia’s Shenandoah Valley was a vital resource to the Confederacy. Not only did it serve as the Confederate “breadbasket”, it was an important transportation route. The region had witnessed two large-scale campaigns already when Gen. Ulysses S. Grant decided to visit the Valley once again in 1864. He sent Philip Sheridan on a mission to make the Shenandoah Valley a “barren waste”.

In September, Sheridan defeated Jubal Early’s smaller force at Third Winchester, and again at Fisher’s Hill. Then he began “The Burning” – destroying barns, mills, railroads, factories – destroying resources for which the Confederacy had a dire need. He made over 400 square miles of the Valley uninhabitable. “The Burning” foreshadowed William Tecumseh Sherman’s “March to the Sea”: another campaign to deny resources to the Confederacy as well as bring the war home to its civilians.

In October, however, Jubal Early caught Sheridan off guard. Early launched a surprise attack at Cedar Creek on the 19th. Sheridan, however, was ten miles away in Winchester, Virginia. Upon hearing the sound of artillery fire, Sheridan raced to rejoin his forces. He arrived just in time to rally his troops. Early’s men, however, were suffering from hunger and began to loot the abandoned Union camps. The actions of Sheridan (and Maj. Gen. Horatio Wright) stopped the Union retreat and dealt a severe blow to Early’s army.

For his actions at Cedar Creek, Sheridan was promoted to Major General in the regular army. He also received a letter of gratitude from President Abraham Lincoln. The general took great pleasure in Thomas Buchanan Read’s poem, “Sheridan’s Ride” – so much so that he renamed his horse “Winchester”. The Union victories in the Shenandoah Valley came just in time for Abraham Lincoln and helped the Republicans defeat Democratic candidate George B. McClellan in the election of 1864.

During the spring of 1865, Sheridan pursued Lee’s army with dogged determination. He trapped Early’s army in March. In April, Gen. Lee was forced to evacuate Petersburg when Sheridan cut off his lines of support at Five Forks. And, at Sayler’s Creek, he captured almost one quarter of Lee’s army. Finally at Appomattox, Lee was forced to surrender the Army of Northern Virginia when Sheridan’s forces blocked Lee’s escape route.

At war’s end, Phil Sheridan was a hero to many Northerners. Gen. Grant held him in the highest esteem. Still, Sheridan was not without his faults. He had pushed Grant’s orders to the limit. He also removed Gettysburg hero Gouverneur Warren from command. It was later ruled that Warren’s removal was unwarranted and unjustified.

During Reconstruction, Sheridan was appointed to be the military governor of Texas and Louisiana (the Fifth Military District). Because of the severity of his administration there, President Andrew Johnson declared that Sheridan was a tyrant and had him removed.
In 1867, Ulysses S. Grant charged Sheridan with pacifying the Great Plains, where warfare with Native Americans was wreaking havoc. In an effort to force the Plains people onto reservations, Sheridan used the same tactics he used in the Shenandoah Valley: he attacked several tribes in their winter quarters, and he promoted the widespread slaughter of American bison, their primary source of food.

In 1871, the general oversaw military relief efforts during the Great Chicago Fire. He became the Commanding General of the United States Army on November 1, 1883, and on June 1, 1888, he was promoted to General of the Army of the United States – the same rank achieved by Ulysses S. Grant and William Tecumseh Sherman.

Sheridan is also largely responsible for the establishment of Yellowstone National Park – saving it from being sold to developers.

In August 1888, Sheridan died after a series of massive heart attacks. He was buried at Arlington National Cemetery.


Assista o vídeo: Top 5 oldest Videos Ever Recorded - 1888?! (Pode 2022).